Início » Notícias

Omisa o Supremo Tribunal Federal para isentar funcionários de violar os direitos humanos: a Seção 22

Postado por @ Shinji_Harper na quinta-feira outubro 15, 2009
Imprimir
Sem comentários


 

Oscar Valdivieso

 

 

scjnplenothumb1 Oaxaca, México. -   Para a secção 22 do SNTE, o julgamento do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) foi negligente a uma análise clara das garantias de acesso à justiça, devido processo legal, bem como a responsabilidade das autoridades federais .

 

 

Em um comunicado ao público a liderança magistral revela a sua posição sobre a adoção do parecer sobre o caso do projeto de Oaxaca o mais alto órgão judicial do país para o qual ele repreendeu isentaram todos os funcionários públicos envolvidos na violação direitos humanos.

 

O heróico povo de Oaxaca

O ENSINO DE OAXACA

A MÍDIA

 

 

SUPREMO TRIBUNAL DECIDE SE OAXACA

  • RECONHECENDO a responsabilidade total do governador Ulises Ruiz Ortiz violações graves da INDIVIDUAL EM OAXACA GARANTIAS PARA O ANO 2006 - 2007

 

  • Supremo Tribunal APONTANDO a responsabilidade de todos CONTROLE DA SEGURANÇA PÚBLICA DO ESTADO DE OAXACA durante os anos de 2006 2007
  • É silencioso como a Suprema Corte para limpar a análise das garantias de acesso à justiça, devido processo legal, bem como a responsabilidade das autoridades federais.

 

Ontem 14 de outubro de 2009, a Suprema Corte resolveu a pesquisa do corpo docente sobre o Exército "Oaxaca caso" certamente é preciso dizer que a decisão é histórica, ao reconhecer explicitamente RESPONSABILIDADE TOTAL OAXACA ESTADO COMISSÃO EXECUTIVA em graves violações aos GARANTIAS INDIVIDUAIS.

 

 

No entanto, o Tribunal foi omisso, insuficiente para deixar de apontar para todas as autoridades envolvidas em graves violações de garantias individuais, na determinação de órgãos e autoridades competentes para agir sobre o caso ea análise clara das violações dos direitos individuais como o acesso à justiça, devido processo legal, por exemplo. Isso como resultado da contextualização e da ignorância dos acontecimentos ocorridos em Oaxaca, durante o período de pesquisa, fatos, cujo objetivo era acabar com o movimento social gerado pelo autoritarismo existente no estado.

 

 

Certamente, na análise do conjunto, os ministros se levou em conta as provas que estabelece as omissões graves e as medidas tomadas por funcionários do governo durante o conflito em Oaxaca em 2006, mesmo que aqueles informados por pessoas afectadas. E mbora a sua decisão não é vinculativa, tem um forte peso moral e político, uma vez que corresponde ao sistema de justiça neste país a exercer e acompanhamento com as agências nacionais e internacionais interessadas; exigindo justiça. No entanto, ela não tem alguns dos atores estatais de tempo, tais como: Lizbeth Caña Cadeza, Jorge Franco Vargas e Bulmaro Rito Salinas.

 

A afirmação de que o Supremo Tribunal de Justiça decidiu, em reconhecimento das graves violações dos direitos humanos ea existência plena das responsabilidades observou dar lugar a uma nova oportunidade para punir os responsáveis ​​pelos acontecimentos em Oaxaca durante 2006 - 2007 e de combate impunidade que viveu no estado por décadas.

 

Sem dúvida, a opinião é uma conquista para o movimento social e um duro golpe para o autoritarismo vigente no governo do estado de Oaxaca, um fato que nos encoraja a continuar na demanda por justiça e ir a organismos internacionais, até a punição dos responsáveis ​​por sangue derramado por aqueles mortos e reparar o sofrimento de todas as pessoas que viveram a repressão.

 

SEÇÃO XXII UNIÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO

COORDENADOR NACIONAL dos Trabalhadores em Educação.

COMITÊ DE LIBERTAÇÃO 25 de novembro

DEMOCRÁTICA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ADVOGADOS

 

 

 

hotmail e-mail [?]


Comente sobre artigo!

Deixe um comentário, ou trackback de seu próprio site. Você também pode se inscrever para estes comentários via RSS .

Sem um comportamento inadequado é tolerada. Sem spam.

Você pode usar essas tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Este site está autorizado a usar Gravatar .